Segunda-feira, 27 de Abril de 2009

Materialismo e felicidade

Hoje apercebi-me de uma coisa que me deixou a pensar...

 

Ao receber por email o catálogo da Media Mark apaguei-o sem ver o seu conteudo. Isto até poderia ser algo normal se eu não fosse uma pessoa das tecnologias e dos gadgets (apesar de não ter nenhum além do telélé ).

Onde eu quero chegar é que cada vez mais sinto que não preciso de mais nada material para ser feliz.

Acho que a maioria das pessoas quer sempre algo, seja um carro, um telémovel, um relogio, um leitor mp3.... a lista é infinita. E porque é que as pessoas procuram estas coisas? Não seriam elas felizes sem as terem? Será que precisam mesmo de um télélé de 250€? Não chegaria um de 50? A sociedade e a publicidade tenta vender-nos tudo como sendo um meio de atingir a felicidade ( é só ver os anuncios a automóveis e a cara de felicidade dos actores), e o que hoje é algo que nos faz super feliz amanhã já está ultrapassado e é substituido por outra coisa.

Costumo dizer uma coisa em relação aos automoveis novos " não é o carro bom que faz as viagens memoráveis, é o velhote que pára umas vezes pelo caminho, que nos faz rir de situções que não ocorreriam de outro modo. E no fim de contas só nos lembramos da viagem mais tarde se ela for emocionante e cheia de peripécias, o que não ocorre num carro bom"

 

Ás vezes sinto-me deslocado da sociedade em que vivemos. Não no sentido em que me sinto mal, ou não consigo relacionar-me com as pessoas, mas sim no sentido em que não partilho dos valores morais da maioria. Numa sociedade em que todos caminham para o materialismo eu sinto-me cada vez mais a caminhar para a riqueza interior e para os sentimentos. E o que é giro é que partilhando estes valores cada vez nos sentimos mais ricos.  Ainda bem 

 

"O amor é das poucas coisas que quando partilhada, cresce"

 

FP

 

 

sinto-me: Em paz
música: Europe - Dreamer

publicado por FilipeP às 19:12
link do post | comentar | favorito
15 comentários:
De Marta a 27 de Abril de 2009 às 19:59
Confesso que partilho o mesmo sentimento.
Tenho receio dos carros velhos por poderem avariar-se em qualquer local, mas as viagens mais engraçadas que fiz foi com a associação de surf, nas carrinhas velhas e podres em que fazemos ultrapassagens puxadas para passarmos sandes de uma carrinha para outra, nas subidas que não conseguem fazer, do barulho que fazem ao travar, tudo. Ganha tudo mais sentimento, mais espírito aventureiro. Até porque nem sequer têm rádio o que provoca mais convívio, ao contrário da música, que nos abstrai (o que não quer dizer que não goste de ouvir música).

Mas é outra coisa a falta das tecnologias. Acho que tudo ganha mais sentido.


De FilipeP a 27 de Abril de 2009 às 21:37
Olá Marta.
Essas histórias são bem engraçadas... Se fossem em carrinhas novas ás tantas iam todos calados a ouvir a musica boa... :). Claro que não conseguimos viver sem as tecnologias, mas não precisamos delas para ser felizes.


De Marta a 27 de Abril de 2009 às 21:38
Olá Filipe,
Um dia ofereceram-me um bom carro de presente de natal eu gostei mas não pulei.
Há 3 anos (depois do meu divorcio)comprei a minha carrinha em segunda mão e já velhota (era a unica que podia comprar e não queria ficar com encargos) ermos acredites ou não mas nesse dia senti-me tão feliz que até pulei.
Hoje não tenho carro novo, não tenho telemovel de ultima moda, não renovo o roupeiro todas as estações mas sou muito mais feliz do que quando o fazia.
Hoje gosto de mim pelo que sou e não procuro compensações externas para ser feliz. Mas acredita que foi um longo caminho para o SER em detrimento do TER.

Beijinhos


De FilipeP a 27 de Abril de 2009 às 22:16
É um caminho que nos aparece quando as condições da vida se propiciam a isso. Quando temos outras coisas não damos valor ás coisas que realmente importam. Mas acho que é lindo chegar a esse momento em que encontramos a felicidade no que somos e não no que temos. DEvemo-nos sentir especiais por isso.
Em relação aos carros posso-te dizer que o meu tem 11anos e não o trocava por nenhum. Gosto mesmo dele ...

Beijinho e felicidades
FP


De mil sorrisos a 28 de Abril de 2009 às 12:38
... e as influências da publicidade começam cada vez mais cedo! O exemplo da minha filha é ilustrativo... É preocupante este estado de coisas e essencial que as pessoas não percam de vista aquilo que realmente interessa - os valores, as atitudes e aquilo que elas são, não os bens que possuem...
Beijos e Mil Sorrisos
:o)))


De FilipeP a 28 de Abril de 2009 às 19:49


Exactamente e é desde pequeninos que temos de começar a ensiná-los que o que importas não são as coisas materiais... mas não é nada fácil.

Beijinho e obrigado pela visita


De darklady a 28 de Abril de 2009 às 19:49
ola
Acho que tens toda a razao cada dia as pessoas estão mais abituadas as coisas materiais, e quando falta alguma coisa não sabem se desenrascar.
só precisamos da nossa cara metade e uma cabana á beira mar.
hahahahha


De FilipeP a 28 de Abril de 2009 às 22:20
Isso mesmo... Uma cabana á beira mar e uma boa companhia isso é que era. Que grande sonho... Trocava isso por todos os carros e casas e telemoveis e tudo e tudo...

Beijovski


De abelhinha a 28 de Abril de 2009 às 20:45
Concordo contigo. Muitas vezes gostaria de ter algumas coisas "XPTO" da moda, ir a locais fabulosos e caros... mas acabo por perceber que o melhor que temos são a familia e os amigos. Não há telemóvel caro, plasma de ultima geração, carro último modelo ou viagem paradisiaca que substitua em tarde passada na companhia das pessoas "importantes". E nesta altura de crise, se as pessoas percebessem isso seriam bem mais felizes.

beijinhos


De FilipeP a 28 de Abril de 2009 às 22:23
Exacto... Eu dou muito valor aos amigos e são eles que me fazem passar os momentos mais divertidos e felizes da vida. Acho que se tivermos grandes amigos e uma familia feliz temos tudo o que precisamos para ser verdadeiramente felizes.

Beijito


De espaço da raquel a 29 de Abril de 2009 às 13:08
vou entrar outra vez, tás decente????
onde assino??? Concordo com tudo o que escreveste, e não estás só qd dizes que sentes que as pessoas tendem a valorizar muito as coisas que não necessitam para serem realmente felizes e completas mas o que é triste é que neste momento da vida nada de mantém (nas relações), muitas pessoas só dão se receberem.
Fica bem, beijuuu


De Estrela a 29 de Abril de 2009 às 13:30
ora nem mais!
temos de nos convencer q a essência da felicidade está no nosso ser e não nos que temos ou deixamos de ter!!!


De FilipeP a 29 de Abril de 2009 às 18:44
Exacto, mas acho que 90% da população ainda não se apercebeu disso. E depois esse 90% tem dificuldades em perceber os restantes 10 e vice versa...


De FilipeP a 29 de Abril de 2009 às 18:42
Podes entrar que estou vestidinho....
Para assinar basta comentar ( e rimei também )
Tocas-te num ponto que já tinha pensado... As pessoas só dão se receberem de volta e exigem isso senão está tudo estragado. Porque é que, se gostam de outras, não ficam felizes só porque os outros estão felizes??? É assim tão dificil? Acho que é o egoismo e egocentrismo a falar mais alto... Fica a questão no ar...

Beijinho


De espaço da raquel a 29 de Abril de 2009 às 20:15
olá, já assinei nos comentários que aqui deixei (upss, rimei), ehhhh.
Vou-te dizer sinceramente, se gosto de alguém, basta-me saber que essa pessoas está feliz para eu estar bem, sério, se as pessoas de quem nos de facto amamos estiverem felizes, tudo o resto é paisagem.
Afinal de contas o que é isso do amor se queremos as coisas, sentimentos, gestos e atitudes ao nosso gosto??? acho que não, se gostas, gostas como está, isso sim é o amor a amizade sem qq condição.
E cada vez mais tenho a certeza que a maior parte das pessoas só olham para os seus umbigos, os outros se estão mal que se mudem, quem não é assim, acaba por sofrer.
Beijuuuuu
Fica bem


Comentar post

.mais sobre mim

.Mirones

Free Counters

.Maio 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. E mais um sonho :)

. Mais um dia

. Conto 1

. Onze minutos

. A ilusão das lâmpadas eco...

. O que comemos é o que pen...

. Nem tudo é o que parece.....

. A ignorancia é felicidade

. Questão

. Horta de varanda

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

.Apoio

Partido pelos Animais e pela Natureza
blogs SAPO

.subscrever feeds