Quarta-feira, 19 de Janeiro de 2011

E depois do retiro

Depois do retiro vem a paz.

É a melhor maneira para descrever como me senti depois deste fim de semana de retiro.

 

Foi sem dúvida muito exigente fisicamente. Para quem não está habituado a meditar todos os dias as pernas e costas ressentem-se muito de passarem grande parte do dia paradas. Admito também que por vezes essas dores impediram-me de me concentrar melhor no objecto de meditação.

No fim ficou uma grande paz e a sensação de que é possível chegar mais fundo na nossa alma.

 

Gostei e identifiquei-me especialmente com o último dia em que entoamos muitos mantras... Sem dúvida que me fazem vibrar por dentro e aumentam em muito o meu foco de atenção. E depois como eram entoados em grupo a sua força torna-se muito maior. Em determinado ponto senti como se estivesse a entoar o mantra na 3ª pessoa. Como se o meu som não estivesse a vir de mim. Muito intenso.

 

A casa estava fantástica. Uma casa de pedra antiga toda remodelada, com muito espaço e todas as condições exigidas. Até a comida (vegetariana) está fantástica e muito abundante  A agradecer ás nossas anfitriãs Teresa e sua irmã Celeste . Acho que até era mesmo abusada a quantidade hehehe....

 

Uma outra parte muito boa foi que deu para conhecer melhor as pessoas que frequentam o Nucleo Dharma de Leiria. Apesar de nos encontrar-mos todas as 6ªs raramente há oportunidade de falarmos de nós e de nos conhecermos melhor. Sem dúvida que é um grupo de pessoas com um bom coração e que partilham uma maneira idêntica de olhar o mundo em que vivemos.

 

Uma experiência a repetir, sem dúvida 

 

 

Continuação de uma maravilhosa semana para todos.

sinto-me:
música: Jazz

publicado por FilipeP às 22:01
link do post | comentar | favorito
17 comentários:
De verdesperanca a 20 de Janeiro de 2011 às 18:37
Que bom!
Estás ver? Uma experiência gratificante e no geral prazerosa.
Fico feliz que tenhas ido e vivido isso.
Bjs doces


De FilipeP a 20 de Janeiro de 2011 às 18:47
 foi muito bom sim. E certamente para repetir. Consegue-se atingir uma paz muito grande depois destes eventos.


Beijinho


De verdesperanca a 20 de Janeiro de 2011 às 19:35
Estás a deixar-me curiosa... Um dia... ainda hei-de experimentar mesmo...


De FilipeP a 20 de Janeiro de 2011 às 22:16
:) Acho que não perdes por experimentar... as sessões costumam ser gratuitas. Inclusive no Nucleo Budista do Porto. É experimentares ir um dia e veres como te sentes com as pessoas e com as práticas. Pelo que te conheço acho que irias gostar.


De verdesperanca a 21 de Janeiro de 2011 às 10:39
Ai é gratuito? Não sabia. E o que achaste das pessoas? Dos "colegas" vá?
Bjs


De FilipeP a 22 de Janeiro de 2011 às 12:37
Sim é gratuito, pelo menos aqui em Leiria, mas imagino que seja igual em todos os Nucleos.
As pessoas são todas muito interessantes e porreiras. E nota-se que partilham todas de uma maneira especial e idêntica de estar na vida e de olhar para os outros. São todas pessoas que andam á procura de algo mais do que aquilo que a sociedade oferece, algo mais interior, de mais compaixão e amor para com os outros.
Acho que é uma bom sitio para quem sente o mundo e não se limita somente a vê-lo passar :)


De verdesperanca a 22 de Janeiro de 2011 às 14:49
Estava mesmo à espera daquilo que disseste...Era o que eu imaginava.
Tenho mesmo de experimentar!
Bjs


De FilipeP a 22 de Janeiro de 2011 às 14:52
 acho que não perdes nada pelo menos em te informares. 
Se quiseres posso-te arranjar um audio de uma conferência que houve aqui em Leiria organizada pelo Nucleo Dharma de Leiria em que participou a monja (Tsering Paldron)  que dirige o núcleo do Porto. Acho que ias gostar de ouvir.


De verdesperanca a 22 de Janeiro de 2011 às 19:01
Arranjas-me?


De FilipeP a 22 de Janeiro de 2011 às 19:27
Arranjo pois  São é 73 Mb.... deixa-me ver como é que te os posso passar de uma maneira fácil


De verdesperanca a 22 de Janeiro de 2011 às 21:06
Tenta zippar o ficheiro, não sei de diminui muito o tamanho mas experimenta. Obrigada.


De linarosa04@hotmail.com a 21 de Janeiro de 2011 às 15:05
Querido Filipe:
Vejo que tiveste uma experiência muito positiva. Nova e reveladora. Os retiros são uma oportunidade de Encontro, de reflexão e de caminhada na vida interior. Fico feliz que tenha feito esse retiro.
O Budismo é uma religião que se formou a partir da religião antiga que é o hinduísmo. Esta religião é assertiva em muitos aspectos relativos à Vida e ao Universo. É uma fonte de conhecimento e de sabedoria que eu valorizo.

Quanto a mim, cristã, tenho a contar-te que a minha vida mudou após o ano sabático. A minha vida está a levar um rumo diferente da que eu levava em Leiria. Pessoalmente, ou por telefone, contar-te-ei como.

Quero que saibas que estás presente na minha lembrança como um amigo querido e uma pessoa cheia de valor!

Um grande abraço e um beijinho amigo da
Rosalina


De FilipeP a 22 de Janeiro de 2011 às 14:02
Olá Lina :)
Foi realmente uma experiência importante  e muito profunda. Além da meditação em si, que já é muito positiva, todos os ensinamentos dados pelo Prof Paulo Borges foram muito importantes e deram para reflectir sobre muitas coisas em que ás vezes não pensamos. 


Fico feliz por estares feliz com a tua vida e estares a percorrer um caminho muito mais profundo enquanto ser.
Temos de falar sim. :) Por telefone é capaz de ser mais fácil.


Beijinho Lina e muita felicidade para ti 


De Existe um Olhar a 24 de Janeiro de 2011 às 17:47
Olá Filipe
Quando li a descrição do que sentiste durante a meditação, não fiquei surpreendida, porque já passei pelo mesmo..As dores nas costas, o incómodo daquela posição, fazem com que muitas vezes os nossos pensamentos voem e a meditação seja interrompida, mas há compensações, os mantras, por exemplo, dão-nos uma paz inexplicável.
Agora é uma questão de prática em casa, já mais bem instalado e tudo fluirá mais facilmente.
Beijos
Manu


De FilipeP a 25 de Janeiro de 2011 às 21:47
Olá Manu :)
É realmente comum esta reacção á meditação. Apesar de praticar todas as semanas no Núcleo e eventualmente durante a semana é claramente insuficiente. Costuma-se dizer que a prática leva á perfeição e neste caso aplica-se perfeitamente. 
Sabes que os mantras foram uma surpresa para mim. Não sei porquê mas mexem muito comigo além de potenciarem muito a concentração. Como dizes, agora é só praticar muito.


Beijinho e um boa semana :)


De geriatriaaminhavida a 25 de Janeiro de 2011 às 21:05

Num outra ocasião já te tinha dito que tenho um primo que é monge na America. Quando esteve cá, contou-me um pouco o seu precurso( fazia-me confusão como tinha sido possivel, ele deixar a vida(aparentemente) boa que tinha para se tornar monge. Falou-me precisamente da dificuldade na concentração e nas dores no corpo devido à meditação.
Tambem me falou dessa paz de espirito.
São momentos desses que todos nós necessitamos...e não parece dificil tomar esse caminho, basta querer, não será assim?
Beijinhos


De FilipeP a 25 de Janeiro de 2011 às 21:50
Sem dúvida que este caminho não é dificil de tomar. Não digo assim de uma maneira extrema como tomou o teu primo (algo que eu louvo), mas aplicar estes ensinamentos e práticas no dia a dia. São sem dúvida ferramentas muito boas para podermos encarar a vida e as pessoas de outra forma. Abrem-nos a mente e pacificam-nos o coração. E com alguma prática nasce essa paz de espirito de que falas.


Beijinho e uma boa semana :)


Comentar post

.mais sobre mim

.Mirones

Free Counters

.Maio 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. E mais um sonho :)

. Mais um dia

. Conto 1

. Onze minutos

. A ilusão das lâmpadas eco...

. O que comemos é o que pen...

. Nem tudo é o que parece.....

. A ignorancia é felicidade

. Questão

. Horta de varanda

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

.Apoio

Partido pelos Animais e pela Natureza
blogs SAPO

.subscrever feeds