Domingo, 15 de Janeiro de 2012

...

Já tinha comentado aqui que tenho um tio que está a lutar contra um linfoma. Infelizmente a doença está a ganhar e está numa fase muito avançada. 

Na passada sexta feira a minha mãe foi visitá-lo e ouviu-o dizer a frase mais triste que eu já ouvi alguém dizer:  "Approveitei muito mal a minha vida".

 

É de uma profunda tristeza quando chegamos ao fim do nosso percurso aqui e percebemos que não vivemos a vida como queriamos. Porque estamos sempre a pensar que ela nunca vai acabar e vamos protelando as coisas que nos movem, que nos fazem sentir vivos, que nos fazem felizes.

 

Acho que, pior do que se saber que o nosso tempo está a terminar, é olhar para trás e verificarmos que não houve sentido nesta passagem. Ou pelo menos não encontrar esse sentido. Pois eu acredito que tudo tem uma razão. E a nossa passagem aqui não é por acaso.

 

Um grande ensinamento budista é que devemos estar conscientes que tudo é impermanente. Até a própria existência. Isso faz-nos aproveitar mais cada momento. Cada inspiração e expiração. Cada olhar para tudo o que nos rodeia. Cada palavra que trocamos com os outros. Deviamos para e reflectir mais sobre a imprtancia das coisas simples, para que no fim possamos olha para trás e dizer: "Valeu a pena!"

tags: ,

publicado por FilipeP às 12:41
link do post | comentar | favorito
9 comentários:
De Caminhando... a 15 de Janeiro de 2012 às 21:02
Olá Filipe,


É realmente muito poderosa essa frase. Ver o nosso tempo terminar e sentir que não vivemos deve ser terrivel. 


Também tenho uma pessoa muito próxima que teve um AVC e vejo que só agora, que está dependente, é que está a conseguir ver todo o amor e apoio que sempre teve e nunca foi capaz de valorizar. Também acredito que as coisas não acontecem por acaso e, sinto que, esta pessoa, com 82 anos, está agora realmente a viver e a saber valorizar o que importa.
Tal como dizes, vamos aproveitar tudo e tanto que temos o prazer de poder viver. Que a cada dia deixemos que a vida nos ensine e deixemos que ela nos embale.


Um beijinho Filipe e força.


De FilipeP a 18 de Janeiro de 2012 às 21:15
Olá Joana.


Infelizmente é a via do ser humano. É como diz a famosa frase: só damos valor ás coisas quando as perdemos. 
A vida também é assim. Só lhe damos valor quando a vemos chegar ao fim e ainda mais quando não estamos á espera. Infelizmente para o meu tio foi tarde demais. Ficam as palavras dele para que nos lembremos que tudo é impermanente, até mesmo a própria vida.


Beijinho para ti 


De verdesperanca a 16 de Janeiro de 2012 às 09:23
Sem dúvida.
Partilho essa opinião e escrevi sobre isso muitas vezes no meu blog. Já digo há muitos anos e a muita gente que eu quero chegar a mais velha, olhar para trás e dizer que a vida valeu a pena, não quero ser uma frustrada e depois ver que é tarde demais...
Infelizmente hoje em dia a vida é-nos tirada mais rapidamente com doenças como essa. O cancro é algo que surge sem avisar e ainda não sabe sabe muito bem como surge e qual o tratamento mais eficaz, estamos a aprender sobre ele.
É por isso que devemos ter umas lembranças na cabeça, escritas, ou alguém que nos lembre para continuarmos a nossa jornada da melhor maneira que soubermos, lutando pelo que queremos independentemente dos outros, do que eles pensam e fazem.
Cada um é cada um e sem dúvida alguma... a vida passa rápido demais.
Beijinhos doces.


De FilipeP a 18 de Janeiro de 2012 às 21:20
É bem verdade. Somos seres em aprendizagem e devemos pelo menos fazer o melhor que sabemos para que a nossa vida seja o mais feliz e preenchida possivel. Para que um dia digamos "valeu a pena". Acho que a melhor maneira de lutar contra essas doenças é evitá-las. Ter uma vida saudável, fazer exercicio regularmente, comer adequadamente, rir, ser feliz, não stressar demais com coisas desnecessárias. São tudo coisas que influenciam o nosso interior e a nossa saúde. 
É como dizes... ás vezes precisamos de alguém que nos lembre destas coisas... que não somos eternos e que temos de aproveitar todos os momentos.


Beijinho para ti.


De Marta M a 4 de Fevereiro de 2012 às 22:12

Triste esse episódio.
Mas muitas pessoas o sentem,mesmo que não o assumam.
As nossas escolhas definem-nos, e a ausência delas também, note-se.
Espero que ainda haja tempo de encontrar paz...
Abraço
Marta M


De FilipeP a 7 de Fevereiro de 2012 às 19:17
Olá Marta
Talvez ele tenha encontrado paz nos ultimos momentos. Quero acreditar que sim.



Essa tua frase sobre as escolhas está a fazer um grande sentido para mim neste momento. A vida está a passar por uma fase de grande turbulência em que as escolhas farão toda a diferença...


Abraço 


De alma minha a 6 de Fevereiro de 2012 às 23:33

Sabes, eu gostava que todos se dessem o valor que merecem, que vivessem verdadeiramente...
E, para isso, há que dar valor aos outros, ao invés de espalhar o mal, viver invejas, ou mesmo ignorar quem nos cerca.
Ser pessoa é tão mais fácil, para nós e para todos, e, no fim, quando ele se aproximar, estaremos mais serenos, realizados, sabendo que a vida vale(u) a pena.´
abraços, que do carinho, não há que ter vergonha!


De FilipeP a 7 de Fevereiro de 2012 às 19:21
É uma grande verdade essa que comentas. Mas ás vezes estamos tão embrenhados na vida e nos problemas que nos esquecemos de prestar atenção ás coisas importantes e valorizá-las. Ou até mesmo valorizar as que são menos importantes (aparentemente) mas essenciais para a nossa vida. 
É dificil estar consciente permanentemente de tudo, pelo menos para mim. Tenho um grande caminho a percorrer nesse sentido ainda.


Abraço e obrigado pelo comentário.


De Rosalina a 13 de Fevereiro de 2012 às 18:24

Belíssimas palavras!
Quero viver o momento presente da melhor maneira possível, apreciar cada olhar, cada palavra, cada momento de comunhão. E deixar cair a inveja, a intriga, a falsidade, que se cruza conosco todos os dias...
A vida é fugaz e passageira, merece ser vivida e nós não lhe damos o devido valor!
Beijinho


Comentar post

.mais sobre mim

.Mirones

Free Counters

.Maio 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. E mais um sonho :)

. Mais um dia

. Conto 1

. Onze minutos

. A ilusão das lâmpadas eco...

. O que comemos é o que pen...

. Nem tudo é o que parece.....

. A ignorancia é felicidade

. Questão

. Horta de varanda

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

.Apoio

Partido pelos Animais e pela Natureza
blogs SAPO

.subscrever feeds