Segunda-feira, 21 de Janeiro de 2013

A polémica do alho chinês

A invasão do alho chinês: http://www.ionline.pt/mundo/contrabando-alho-chines-negocio-milhoes-poe-europa-alerta 

Noticias como esta preocupam-me bastante. É sabido que vivemos num mundo capitalista, em que tudo vale para ganhar dinheiro, mesmo que isso implique que se jogue com a saude das pessoas. O problema que vem á luz nesta noticia não é muito diferente dos últimos posts que tenho colocado e mais uma vez se vê que estamos a consumir algo que pensamos tem uma certa qualidade e provem de um sitio fidedigno e depois os alimentos são importados sabe-se lá de onde. O grande problema aqui não é o alho ser Chinês, Indiano ou de qualquer outro país. O problema é que não sabemos nada sobre este alho. Foi criado onde na China? Foi regado com que águas? Foi criado numa zona de muita poluição? Nada disto sabemos e nada atesta a qualidade dos alimentos que estamos a consumir. 

 

Neste mundo globalizado a palavra que reina é Dinheiro. Aparentemente nada mais importa.  

Perante isto torna-se cada vez mais importante, não só em termos economicos para o país, mas como também para a nossa saúde consumirmos alimentos cultivados em Portugal. De preferência provenientes da zona onde residimos. Não só estamos a escolher alimentos que amadureceram mais tempo nas árvores, mas também que têm menos substâncias para os conservar.

 

Devemos nos começar a preocupar com estes temas... {#emotions_dlg.sidemouth} 


publicado por FilipeP às 19:32
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Tânia a 27 de Janeiro de 2013 às 19:44
Ora aí está algo que me preocupa desde sempre... e um cuidado que eu tenho, que é procurar produtos nacionais... mas já se torna tão difícil encontrá-los.... é triste, mas é a realidade.... e será que ninguém põe mão nisto? Será que ninguém vê o mal que isto traz a todos os níveis?  Pelos vistos, não... é como dizes... as pessoas estão cegas por dinheiro.... bjocas


De FilipeP a 27 de Janeiro de 2013 às 20:10
É muito preocupante mesmo. E as pessoas, também elas preocupadas com outras coisas, com o trabalho, com a situação económica, passam ao lado desta problemática. Depois os problemas de saude aparecem e ninguém sabe de onde. Temos de ser mais criticos em relação ao que compramos. Nós é que influênciamos o que as superficies compram e não o contrário. Ainda á pouco tempo aconteceu procurar alhos numa grande superficie e só  terem espanhois... quando perguntei se tinham alhos portugueses o funcionário disse que tinham, mas no armazem. Portanto mostra que se exigirmos, os produtos aparecem.
Beijocas, Amiguita :) 


Comentar post

.mais sobre mim

.Mirones

Free Counters

.Maio 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. E mais um sonho :)

. Mais um dia

. Conto 1

. Onze minutos

. A ilusão das lâmpadas eco...

. O que comemos é o que pen...

. Nem tudo é o que parece.....

. A ignorancia é felicidade

. Questão

. Horta de varanda

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

.Apoio

Partido pelos Animais e pela Natureza
blogs SAPO

.subscrever feeds