Segunda-feira, 15 de Agosto de 2011

Medicina Oriental vs Medicina Ocidental

 

Tenho um tio que está a lutar contra um cancro no baço e pelo que dizem os médicos a única coisa a fazer é ir fazendo quimioterapia. Não digo que não seja um caminho a percorrer, mas e as outras terapias? Porque é que os médicos ocidentais não têm a humildade de recomendar coisas como acumpunctura, moxabustão, medicina naturista, cura quântica e tantas outras. Obviamente não como substituição, mas como complemento. Quantas mais ferramentas o corpo tiver para lutar contra o problema melhor, na minha opinião. 

 

Todos nós já ouvimos falar de casos em que pessoas vencem cancros alterando a sua diéta alimentar e fazendo terapias complementares como a acupunctura ou moxabustão. Se estes casos estão identificados porque é que não se torna regra?

 

Na minha opinião as pessoas na generalidade estão formatadas pela medicina ocidental. Acho que precisam de uma espécie de "ver para crer", e o que não se vê não existe. Acho que é esse pensamento que têm das medicinas orientais. Falta ás pessoas pensarem que um corpo não é só carne, não é como uma máquina, ou um carro em que todos são iguais. Se todos nós somos diferentes, na maneira de pensar, de agir, de sentir, na nossa forma fisica como é o tratamento de uma pessoa pode ser igual ao tratamento de outra?

 

E depois onde está a causa do problema? Esta é uma pergunta para qual a medicina ocidental raramente tem uma resposta objectiva, podendo consultar-se vários médicos e todos eles terem uma opinião diferente. Na medicina oriental encontrar a causa e agir sobre ela é muito mais importante que curar o efeito. É algo que parece ter lógica, não? Se eu curar a fonte do problema o problema tenderá a desaparecer.

 

O facto de estudar temas relacionados com a medicina oriental faz-me cada vez mais reflectir sobre a eficácia e objectivo da medicina ocidental. Claro que temos os comprimidos, as vacinas e tudo mais, mas andamos sempre a tratar os efeitos e cada vez mais a deixar o corpo num estado debilitado. E quanto mais debilitado mais medicamentos ele necessita (parece fazer lógica para a indústria que faz os medicamentos).

 

Seria necessário pensar-se mais nas pessoas, no bem estar do paciente e tendo isto em conta mostrar-lhe todas as "ferramentas" que ele tem ao seu dispor para resolver o seu problema de saúde.


publicado por FilipeP às 11:17
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Domingo, 6 de Fevereiro de 2011

No rescaldo da primeira aula

Como tinha dito, ontem foi a primeira aula do novo curso de massagens (Massagem Tradicional Japonesa de Relaxamento) .

A primeira impressão foi muito positiva. As pessoas ( instrutores e funcionários ) são de uma simpatia extrema e ao mesmo tempo muito atenciosos Isso é algo que eles pretendem incutir nos formandos. Não só é necessário ter uma boa técnica  e fazer boas massagens, mas todo o protocolo e atenção desde que se recebe o "cliente" até ele sair é extramente importante.

 

Algo que difere estas massagens do Shiatsu é o facto de estas necessitarem do uso de cremes e oleos. Logo há uma maior intimidade entre o terapeuta e a pessoa que recebe as massagens. Devo dizer que é algo com que ainda não consigo ficar completamente á vontade. Receber uma senhora na sala de massagens, em que ela só tem vestida um tanga é algo que me faz um bocadinho de confusão. Obviamente por não estar habituado, e certamente é algo que virá com o tempo. Notei também que as minhas colegas de curso ficaram assim um bocadinho pouco á vontade com a noticia de que se têm de despir á frente de homens... Imagino que seja também muito complicado para elas 

 

Resumindo acho que este curso vai trazer muitas valências ao nível da interacção com o cliente e um aumento da minha sensibilidade em relação ao corpo das pessoas a tratar. 

sinto-me:

publicado por FilipeP às 12:39
link do post | comentar | ver comentários (27) | favorito
Quinta-feira, 3 de Fevereiro de 2011

Terapias alternativas

Cada vez percebo as capacidades de cura das terapias alternativas. A sua eficácia deixa-me ás vezes espantado, devido á rapidez dos seus efeitos. 

 

Esta semana fiz um tratamento para a sinusite a uma amiga e o resultado foi espantoso. No dia seguinte já não tinha qualquer vestígio mucosidades no nariz ou mesmo das dores  que normalmente se associam á sinusite. Para o tratamento usei primeiro uma massagem shiatsu ( com protocolo orientado para a sinusite )  e por fim um tratamento com moxa. Fiquei surpreendido quando no dia seguinte ela me disse que esses sintomas tinham passado e somente restava uma tosse persistente. Hoje voltei a fazer um tratamento de moxa especifico para a tosse, no qual juntei também uma parte do shiatsu indicada para condições de asma. Estou extremamente curioso por saber amanhã se surtiu efeitos. 

 

Já mais á algum tempo indiquei a uma outra amiga que estava com aquele sintomas de constipação uma espécie de terapia que tem como objectivo substituir o tratamento de moxa para a gripe. Esta alternativa consiste em aquecer com o secador a parte de cima da coluna ( 3 primeiras vértebras torácicas ) com um secador de cabelo, até ficar bem quente. Isto deve ser feito de preferência antes de deitar. Os resultados aqui foram muito bons também sendo que no outro dia de manhã haviam grandes melhoras a nível dos sintomas. Esta é uma mésinha que todos podemos usar quando começamos a sentir os primeiros efeitos de uma constipação e que resulta muito bem. 

 

Como vêm não é necessário uma pessoa se encharcar em comprimidos para resolver muitas coisas a nível de saúde. O nosso corpo já tem as ferramentas necessárias, só precisamos é de as usar.

sinto-me:

publicado por FilipeP às 21:55
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
Sábado, 29 de Janeiro de 2011

E eis que chega a calma.... ou não

Esta semana foi uma atipicamente rápida e cheia. Pouco tempo houve para um bocadinho de lazer cibernáutico.

Na 5a feira foi o exame de Shiatsu. O que pressupões logo ter passado toda a semana a estudar e a praticar mentalmente as técnicas ( que isto não abunda de voluntários para praticar ). O dito exame correu bem, mas claro poderia ser sempre melhor. Esqueci-me de algumas técnicas, troquei algumas sequências, mas nada que influência-se muito o resultado final. É curioso que quando estou a fazer ao amigos existe outra sencibilidade no que estou a fazer. Notei perfeitamente que estava a praticar uma terapia mais "fria". Mas são condicionantes do exame :)

 

Como não consigo estar parado nestas coisas de terapias já me inscrevi em mais um curso. Neste caso é o curso de " massagens tradicional japonesa de relaxamento". É uma massagem mais intimista, uma vez que usa cremes e óleos e acaba por não se enquadrar totalmente no Shiatsu ( que é uma terapia mais de tratamento). Mas acho que vai ser muito bom no sentido em que me vai trazer uma maior sensibilidade em relação ao corpo dos pacientes.

 

E como se este curso não chegá-se vou esta tarde para um seminário de Kinésio Taping.  Mais uma terapia japonesa que usa uma especie de adesivos para trabalhar os músculos.

 

Portanto vai ser um dia bom e cansativo. 

 

 

Um bom fim-de-semana para todos. Com muita luz.

sinto-me:

publicado por FilipeP às 12:42
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Terça-feira, 26 de Janeiro de 2010

Terapia controle emocional

A maioria das pessoas tem problemas, ou melhor situações recorrentes que gostaria de controlar de modo a não ser afectada por elas. Falo do contacto com pessoas conflituosas, que têm a capacidade de nos fazer sentir mal e de nos roubar a alegria e a energia.

Ainda que não seja fácil conseguirmos que a presença e palavras dessas pessoas não nos afectem tal não é impossivel.

 

Deixo de seguida uma "técnica" que costumo usar, em que, usando meditação tento controlar algumas situações recorrentes e que já me ajudou muito em algumas situações.

Esta "técnica" consiste acima de tudo meditar sobre essas situações e controlá-las na nossa mente.

 


- Ao som de uma musica relaxante meditar um pouco. Imaginar um raio de luz branca a descer por nós e que nos faz sentir mais calmos. Manter esta visualização durante algusn minutos e sentira paz que a luz tráz.


-Imaginar a presença dessa pessoa que nos perturba ou situação complicada. É normal que nos sintamos desconfortáveis ou nervosos ao imaginar essa situação,


-De seguida devemos imaginar uma bolha á nossa volta, como se tivessemos no centro de uma esfera transparente. Imaginem que as palavras e as atitudes da outra pessoa não passam atravez da bolha (imaginem mesmo as palavras a bater no vidro e a voltarem para trás) e que isso vos faz feliz e seguros.


-Imaginem-se mesmo a sorrir para a pessoa por ela não vos conseguir afectar e por não conseguir passar essa protecção e entrar na vossa bolha. Vejam a frustração da pessoa e visualizem-na a afastar-se de vós e vocês a ficarem a sentir-se bem e felizes.


-Esta meditação pode terminar novamente com a visualização de um raio de luz a passar por nós como se levasse todas as energias negativas consigo.


-Depois quando estiverem em contacto com essa pessoa , ou situação complicada imaginem-se nessa bolha, como se tivessem um escudo á vossa volta, e da paz que ela vos trás.

 

Com persistência esta técnica é algo que trará resultados.E alguma paz nesses momentos mais complicados. A nossa mente é algo muito poderoso e cabe-nos a nós treiná-la para ela nos ajudar. 

 

Uma boa semana para todos

sinto-me: Com uma grande soneira

publicado por FilipeP às 21:15
link do post | comentar | ver comentários (19) | favorito

.mais sobre mim

.Mirones

Free Counters

.Maio 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Medicina Oriental vs Medi...

. No rescaldo da primeira a...

. Terapias alternativas

. E eis que chega a calma.....

. Terapia controle emociona...

. Terapias - Moxibustão

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

.Apoio

Partido pelos Animais e pela Natureza
blogs SAPO

.subscrever feeds