Segunda-feira, 13 de Dezembro de 2010

Falta tempo

 

Este era para ser um post com uma retrospectiva do ano que está a chegar ao fim. Mas pensei que o ano ainda não terminou de facto e que ainda há muitas coisas para acontecer. O Universo ás vezes tem umas surpresas prontas para nós, mesmo quando menos esperamos.

 

Este fim de semana uma amiga disse-me algo que me deixou a pensar: Que sou uma pessoa que ouve bem os outros, mas que falo pouco. E é bem verdade. Não sei qual é a causa, mas de facto sou melhor ouvinte que falador. Talvez porque na adolescência pensasse que as minhas conversas aborreciam os outros e por isso me fui calando. Até certo ponto ainda acho isso. Especialmente quando não me sinto completamente á vontade com as pessoas.

É de facto curioso. Ás vezes penso que o facto de ouvir os outros permite-me aprender com eles, mais do que se falasse somente. Mas a verdade é que não sinto necessidade de falar, pelo menos assim com muita frequência. Não será bom este facto, talvez. Porque quando quero que as palavras saiam... elas ficam.

 

Talvez nesta vida tenham que haver estes dois tipos de pessoas. As que ouvem e as que falam. Um espécie de yin yang da comunicação. Eu fico do lado do yin.

 

 

 

Uma boa semana para todos... cheia de paz 

sinto-me:
música: The blowers daugther - Damien Rice
tags: , ,

publicado por FilipeP às 22:31
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
Quarta-feira, 3 de Março de 2010

A mudança

 

Já algum tempo que pensava neste tema. A mudança

Acho que num ou noutro momento da vida a maioria das pessoas gostava de mudar. Gostavam de ser mais fortes, ou mais sentimentais. Gostavam de agir melhor com os outros, ser mais simpaticas e ter mais amigos. Gostavam de transformar o que têm por dentro e o que lhes vai no coração, por algo mais bonito, que a façam estar mais em paz no mundo em que vivem.

 

Houve uma altura em que pensei que isto não era possivel e que a personalidade que nós moldamos durante toda a vida não poderia ser alterada em meses ou num ano.

Felizmente descobri que a realidade é outra. Descobri que essa evolução interior é possivel e que podemos encontrar dentro de nós aquela pessoa que gostaria-mos de ser. Acredito que não é fácil, pelo menos para mim não foi. Tive que sofrer bastante e passar muitos obstáculos para descobrir o meu verdadeiro eu e o meu caminho, mas que na realidade sei valeram a pena. 

 

Acho que não há uma receita mágica para essa evolução. Aliás eu costumo dizer que ela está dentro do nosso coração, nós é que temos dificuldade em ouvi-la, essencialmente porque não fomos habituados a isso, ou porque a sociedade nos tapa essa visão.

 Mas penso que o primeiro passo é aprendermos a questionarmo-nos. A pensar porque é que nos sentimos de determinada maneira e não de outra e o que seria necessário fazer para lá chegar. E depois ter a humildade para assumir as nossas falhas e trabalhar no sentido de corrigi-las e mesmo pedir ajuda quando necessário. E acima de tudo, a todo o momento pensar  " eu sou capaz e vou mudar para melhor..." 

 

Mudar começa por acreditar...
 

Boa semana para todos

sinto-me: Assim para o bem
música: Ratnabali - Guru

publicado por FilipeP às 19:17
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 36 seguidores

.Maio 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Falta tempo

. A mudança

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds