Sábado, 24 de Abril de 2010

Conto I

Era uma vez duas rãs que caíram numa taça de natas.

Rapidamente  se aperceberam de que estavam a afundar-se: era impossível nadar ou flutuar  durante muito mais tempo na massa espessa como areias movediças. No inicio as duas rãs tentaram bater as patitas para chegarem á borda do recipiente. Mas era inútil; por mais que  se mexessem, não saíam do mesmo lugar e estavam cada vez mais atoladas. Sentiam uma dificuldade crescente em vir á superfícies respirar.

Uma delas disse em voz alta:

-Já não aguento mais. É impossível sair daqui. Não se consegue nadar nesta pasta. Já que vou morrer, não vejo de que serve prolongar este sofrimento. Não faz sentido morrer cansada por causa de um esforço inútil.

Dito isto deixou de bater com as patitas e afundou-se rápidamente, engolida pelo espesso líquido branco.

A outra rã, mais persistente ou talvez mais casmurra, disse para si mesma:

-É escusado! Não consigo avançar nesta pasta. No entanto, se vou morrer, prefiro lutar até ao meu último fôlego. Não quero morrer um segundo que seja antes da minha hora.

Continuou a dar ás patas e a chapinhar sempre no mesmo lugar, sem avançar um centimetro sequer, durante horas e horas.

E de repente, de tanto bater com as patas e com as coxas, de tanto mexer e remexer, a nata transformou-se em manteiga.

Surpreendida, a rã deu um salto e, patinando, chegou á borda do recipiente. Daí, pode regressar a casa, coaxando alegremente.

 

Retirado de: Deixa-me que te conte - Jorge Bucay

 

Tal como a rã nunca devemos desistir da nossa luta, por mais dificil e desesperada que ela pareça. Porque se é dificil e triste perder uma luta, mais dificil é perdê-la sem ter lutado tudo o possivel. E no fundo a nossa vida não é mais que uma grande luta pelos objectivos que queremos atingir.

 

Um bom fim de semana para todos

sinto-me: Bem
música: Wolf Like me - TV on the radio

publicado por FilipeP às 10:53
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
Domingo, 3 de Janeiro de 2010

Avatar - A mensagem

As expectativas em relação a este filme eram muitas, especialmente a nivel da realização, mas foi a mensagem que me deixou extasiado.

 

Para a maioria das pessoas este filme é só mais um. Um filme de acção, cheio de efeitos especiais, com tropas a tentarem apoderar-se de um planeta e uma população indigena a lutar contra eles.

 

Mas a mensagem do filme vai muito para além disto. E para quem escutar bem vai chegar ao fim como eu, com lágrimas nos olhos.


A primeira curiosidade é a cor dos indigenas (os Na'vi) - azul Indigo. Muitos já ouviram falar desta cor relacionada sobretudo a crianças. Existem algumas correntes que acreditam que as crianças indigo são espiritos evoluidos que vêm á terra com um objectivo definido.

Os Na'vi vivem em harmonia com a natureza e com os animais, numa simbiose perfeita. Não têm bens materiais e "alimentam-se" da energia da floresta. Conseguem ouvi-la e sentir tudo o que os rodeia com uma grande profundidade.

 

Para quem, como eu, acredita que existe uma energia universal de que todos nós temos e que nos une uns aos outros, vai encontrar neste filme uma grande ligação.

 

Mais do que um filme é uma mensagem que nos fala ao coração. Que nos lembra que temos que ouvir os nossos sentimentos. Escutar as vozes que vêm de dentro e que nos habituamos a calar. Que somos todos irmãos, de uma maneira ou de outra. Que temos uma ligação profunda com a natureza, mas que a ignoramos. Que os bens materiais que temos não são necessários para sermos felizes. E que estamos neste espaço a que chamamos vida não para ganhar dinheiro e enriquecer, mas para sentir. E é exactamente isso que todos nós nos esquecemos ao longo do tempo.... de sentir.

 

Os filme está cheio de mensagens escondidadas que vale a pena descobrir e é, para mim, sem dúvida o melhor filme dos últimos 10 anos, senão de sempre

 

Fiquem em paz

FP

sinto-me: bem
música: Snatam Kaur - Shanti

publicado por FilipeP às 00:54
link do post | comentar | ver comentários (21) | favorito
Domingo, 16 de Agosto de 2009

Filmes com mensagens

É verdade que os filmes nos podem ensinar algumas coisas. Mas como todos poderão admitir os filmes de animação têm quase sempre uma moral para ser tirada. Como os antigos filmes da Disney que tinham bonitas mensagens de amizade e amor.

Durante as férias voltei a ver o filme  "Kung fu Panda". E deste vez acheio muito mais interessante nas mensagens que tem, porque também estive muito mais atento a elas.

Queria deixar aqui uma frase dita pelo mestre tartaruga  

 

"Muitas vezes encontra-se o destino na estrada que se tomou para o evitar." 

 

 

Acho que por vezes tentamos tanto atingir um objectivo que nos esquecemos que ao atingir esse objectivo poderemos estar a esquecer-nos de outras coisas a que damos valor e que  por vezes são os nossos valores. Acho que algo que deve governar a nossa vida são os nossos valores e aquilo em que acreditamos e não deveriamos abdicar deles por nada.

 

Bom domingo para todos

FP 

sinto-me: pensativo e com sono
música: Silencio da noite

publicado por FilipeP às 00:46
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 36 seguidores

.Maio 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Conto I

. Avatar - A mensagem

. Filmes com mensagens

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds